Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Estudo de doutorado avalia incorporação de material radioativo em situações de emergência
Início do conteúdo da página

Estudo de doutorado avalia incorporação de material radioativo em situações de emergência

  • Publicado: Quinta, 01 de Abril de 2021, 08h00
  • Última atualização em Quinta, 01 de Abril de 2021, 12h22


Em uma situação de emergência a dosimetria permite classificar grupos de acordo com a exposição; remover a contaminação externa; encaminhar para tratamento médico; orientar, enfim, as medidas a serem adotadas.
Foto: Reprodução - Publicação OMS, 2021 

“Desenvolvimento de um protocolo para avaliação da incorporação de radionuclídeos em situações de emergência com base em uma rede de clínicas de medicina nuclear” foi o título da tese de doutorado de Ämilie Louize Degenhardt Erbe, defendida pelo Programa de Pós-Graduação em Radioproteção e Dosimetria IRD em 25/03, pela plataforma Conferência Web, da RNP, sob orientação de Bernardo Maranhão Dantas (IRD/PPG) e Wanderson Oliveira Sousa (IRD/CNEN). O estudo foi desenvolvido em três hospitais militares que possuem Serviços de Medicina Nuclear: Hospital Naval Marcílio Dias, Hospital Central do Exército e Hospital da Força Aérea do Galeão.  

    “A pronta resposta em situações de acidente onde haja suspeita de incorporação de radionuclídeos por seres humanos requer a disponibilidade de protocolos de calibração e monitoração individual por bioanálise in vitro. Tais protocolos permitem a avaliação preliminar da severidade do acidente e podem ser executados com o uso de equipamentos disponíveis em serviços de medicina nuclear participantes de uma rede estabelecida com essa finalidade”, explicou a aluna da área de concentração em biofísica das radiações.

   O objetivo geral do estudo foi desenvolver um protocolo de bioanálise in vitro, ou seja, em amostras de materiais biológicos, para avaliar a incorporação de radionuclídeos emissores gama de interesse em situações de emergência, utilizando gama câmaras, equipamentos disponíveis em uma rede de clínicas de medicina nuclear. A pesquisa possibilitou definir a geometria de medição de amostras de urina adequadas a situações de emergência; levantar curvas de calibração para medição em gama câmaras; definir radionuclídeos de interesse; avaliar a sensibilidade dos sistemas de detecção dos equipamentos; desenvolver uma interface computacional; definir um protocolo de monitoração para avaliar a incorporação de radionuclídeos.

   O protocolo foi disponibilizado aos serviços de medicina nuclear participantes do projeto, juntamente com a interface computacional desenvolvida no trabalho, o que permitirá realizar a estimativa da atividade incorporada e da dose efetiva por meio da bioanálise de amostras de urina de indivíduos expostos, para triagem da população.  Os sistemas de detecção mostraram sensibilidade suficiente para as avaliações em um curto intervalo de tempo e com facilidade de acesso, apontam os pesquisadores.

  A banca examinadora foi formada pelos orientadores e pelos pesquisadores Luiz Bertelli (Los Alamos National Laboratory, EUA), Pedro Manuel Peixoto Teles (Faculdade de Ciências da Universidade do Porto, Portugal), Francisco Cesar Augusto da Silva (IRD/PPG), José Guilherme Pereira Peixoto (IRD/PPG) e Denison de Souza Santos (IRD/PPG). Como revisora e membro suplente, Lídia Vasconcellos de Sá (IRD/PPG).

 

Fim do conteúdo da página