Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Metrologia das radiações é uma das áreas de pesquisa da pós-graduação IRD
Início do conteúdo da página

Metrologia das radiações é uma das áreas de pesquisa da pós-graduação IRD

  • Publicado: Segunda, 14 de Dezembro de 2020, 17h00
  • Última atualização em Segunda, 14 de Dezembro de 2020, 17h32

O IRD é a referência nacional em metrologia das radiações ionizantes, por designação do Inmetro. A ciência das medições é uma das áreas de concentração das pesquisa da pós-graduação IRD em Radioproteção e Dosimetria, que recebe inscrições até 31/12 e tem como áreas de concentração metrologia, biofísica, física médica e radioecologia.

Na área de metrologia de radionuclídeos reside uma certa alquimia. A transformação se dá no mecanismo de produzir um padrão radioativo.  onde ficam guardados os radionuclídeos, que até então eram matéria-prima bruta (descalibrada) e se transformam em padrão radioativo certificado, na sala de preparação de fontes radioativas padronizadas.


Amostras de radionuclídeos e padrões rastreados ao Bureau Internacinal de Pesos e Medidas ficam
armazenados nos laboratórios de metrologia de radionuclídeos. Foto: Eduardo Zappia.

São diversos processos e só depois de passar pelas validações dos métodos de medição e de garantia da qualidade é que se emite o certificado de calibração. O rigor metrológico deve comandar todo o mecanismo de produzir e disseminar um padrão radioativo certificado. Os padrões são importantíssimos em laboratórios ambientais, de dosimetria, de monitoração radiológica ocupacional, no tratamento de rejeitos, na área de salvaguardas, e claro, para o uso mais conhecido, nos hospitais e clínicas, nos institutos de pesquisa, na indústria convencional e nuclear  e universidades que desenvolvem pesquisas com materiais radioativos.


O IRD é Laboratório Nacional de Metrologia das Radiações Ionizantes. Foto: Eduardo Zappia.

São cerca de 100 diferentes radionuclídeos emissores de radiação alfa, beta e gama em soluções ou fontes sólidas com que se trabalha no instituto. No laboratório onde as amostras ficam guardadas também são armazenados os padrões nacionais de radionuclídeos rastreados ao Bureau Internacional de Pesos e Medidas, o BIPM. São armazenados ainda os padrões radioativos nacionais, primários e secundários.

José Ubiratan, pesquisador e professor da pós-graduação stricto sensu IRD, explica que, antes de serem enviados aos usuários, os radionuclídeos são medidos em diferentes sistemas de medição, que utilizam métodos absolutos ou relativos, dependendo do tipo de material e da energia que emite. “Cada radionuclídeo possui um esquema de decaimento único, caracterizado basicamente pela meia-vida, tipo de radiação, energias de emissão e intensidades relativas”, conclui.

Para os que quiserem saber mais sobre padronização, rastreabilidade e atividades do IRD como Laboratório Nacional de Metrologia das Radiações Ionizantes, é possível acessar palestra do professor Ubiratan, na abertura do eCBMRI 2020, pelo YouTube metrologiasbm, da SBM, parceira na realização do congresso.

 

Lilian Bueno/ Ascom IRD

registrado em:
Fim do conteúdo da página