Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > CNEN comemora 64 anos com programação online do Mês da Ciência, Tecnologia e Inovações
Início do conteúdo da página

CNEN comemora 64 anos com programação online do Mês da Ciência, Tecnologia e Inovações

  • Publicado: Segunda, 05 de Outubro de 2020, 14h43
  • Última atualização em Segunda, 26 de Outubro de 2020, 00h29

Fonte: site CNEN
Veja a matéria original

A Comissão Nacional de Energia Nuclear (CNEN), autarquia à qual o IRD está ligado, completou 64 anos dia 10 de outubro. Este ano, as comemorações neste dia foram virtuais, com palestras online, das 9 às 19 horas, tratando das atividades e projetos da CNEN, da segurança e das principais aplicações da energia nuclear no dia a dia. As atividades comemorativas da CNEN foram parte da programação do Mês Nacional da Ciência, Tecnologia e Inovações, organizado pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI). Contaram com participação dos institutos em apresentações transmitidas ao vivo pelas redes sociais do Ministério, como a palestra sobre proteção radiológica na saúde e no meio ambiente, que ficou a cargo da chefe da Divisão de Física Médica do IRD Lídia Vasconcellos de Sá.

 O mês de outubro é dedicado à popularização da ciência, com atividades que conscientizem a população sobre a importância da pesquisa, desenvolvimento e inovação e despertem o interesse por formações profissionais relacionadas a estas áreas. A tradicional Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT), em sua 17ª edição em 2020, ocorreu em outubro, entre os dias 17 e 23. Todas as unidades técnico-científicas do MCTI foram convidadas a participar, ficando cada uma responsável pela programação de um dia específico. A CNEN apresentou suas atividades em 10 de outubro, dia de seu aniversário. As palestras de profissionais da sede da Comissão e de suas unidades iniciaram às 9 horas.

Os temas trataram das amplas e diversificadas aplicações da energia nuclear no dia a dia dos cidadãos e que beneficiam milhões de brasileiros. O uso de tecnologias nucleares, hoje, está presente e consolidado em áreas como medicina, indústria, agricultura, preservação ambiental, geração de energia elétrica, entre várias outras. Também houve palestrantes aprofundando o tema da segurança nuclear e o atendimento a emergências neste setor. O presidente da CNEN, Paulo Roberto Pertusi, participou da programação, com uma entrevista na qual falou sobre as principais atividades da instituição, desafios e projetos.

Com o tema inteligência artificial, a 17ª edição da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT) possui uma programação específica dentro do evento maior que é o Mês Nacional. Trata-se de um canal adicional para que as instituições científicas do Brasil possam apresentar suas atividades e resultados. A CNEN também participou da programação da SNCT através do Instituto de Engenharia Nuclear (IEN), que desenvolve avançados projetos relacionados à temática deste ano, com a palestra “Aplicações da Realidade Virtual em Treinamento, Simulações e Divulgação Científica na Área Nuclear”, no dia 18/10.

Para assistir AO VIVO a programação do Mês da Ciência e acessar o site da SNCT: snct.mcti.gov.br

____________________________________________________________________________

Programação da CNEN – 10 de outubro, 9 às 19 horas

  • 9h às 9h50min – Palestra: Apresentação Institucional da CNEN.
                                  Diretor de Pesquisa e Desenvolvimento da CNEN – Madison Coelho de Almeida - e diretor de Radioproteção e Segurança Nuclear da CNEN - Ricardo Fraga Gutterres.

Você sabe em que áreas atua a Comissão Nacional de Energia Nuclear? Sabe quais são os desafios do Programa Nuclear Brasileiro? Já pensou em se tornar um Físico Nuclear ou Engenheiro Nuclear? Nesta apresentação, falaremos da CNEN; dos seus Institutos; da formação de pessoal; da segurança nuclear e proteção radiológica; da regulação no setor. Pesquisa, Desenvolvimento, Inovação, Normas e Licenciamento: esta é a CNEN.

  • 10h às 10h50min – Palestra: Reatores Nucleares - A Opção do Brasil.
                                       Dr. Amir Zacarias Mesquita (Centro de Desenvolvimento da Tecnologia Nuclear/ CNEN)

São cerca de 450 usinas nucleares gerando eletricidade e mais de 200 reatores de pesquisa em operação no mundo. Encontram-se em construção, cerca de 50 usinas nucleares, entre elas Angra 3. Reatores nucleares de potência e reatores de pesquisa têm papel preponderante no cenário mundial. 

  • 11h às 11h50min – Palestra: O que é irradiação? E irradiação gama?
                                      Dr. Márcio Tadeu Pereira (Centro de Desenvolvimento da Tecnologia Nuclear/ CNEN)

O que é radiação gama, diferença entre radioatividade e irradiação e como ocorre uma irradiação gama. Principais usos da irradiação gama: esterilizações, atenuação de hemoderivados, agregação de valor a gemas (coloração de gemas), combate a pragas agrícolas e a insetos transmissores de doenças e pesquisas diversas.

  • 12h às 12h50min - Palestra: Segurança radiológica na saúde e no meio ambiente.
                                      Dra. Lidia Vasconcellos de Sá (Instituto de Radioproteção e Dosimetria/ CNEN)

A radiação ionizante faz parte do ambiente de vida da raça humana, estando presente, por exemplo, nos raios cósmicos e em materiais radioativos de ocorrência natural no solo, na água e mesmo em alimentos. Fontes radioativas são usadas em todo o mundo para uma ampla variedade de propósitos benéficos à sociedade, como na indústria, medicina, agricultura, na pesquisa e na educação. O uso dessas fontes envolve riscos associados à exposição à radiação, sendo que medidas de proteção e de segurança têm o objetivo de proteger a vida, a saúde humana e o meio ambiente. Os riscos de exposição à radiação para os trabalhadores, o público e o meio ambiente que possam surgir dessas aplicações são constantemente avaliados e controlados. Vamos conversar sobre os principais usos das radiações ionizantes na vida cotidiana, os mecanismos de controle estabelecidos internacionalmente, a infraestrutura existente no país para assegurar operações rotineiras e, ainda, o mecanismo de resposta e mitigação a possíveis incidentes e acidentes em várias práticas.

 

  • 15h às 15h50min – Palestra: O que são radiofármacos e como eles nos diagnosticam e nos curam.
                                        Dr. Emerson Soares Bernardes  (Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares/ CNEN)

Radiofármacos são moléculas que, quando acopladas a um radioisótopo, adquirem propriedades diagnósticas ou terapêuticas. São utilizadas não apenas para diagnosticar e tratar processos patológicos, como o câncer, mas também para monitorar o funcionamento normal de vários órgãos (por ex. coração, rins, etc).

 

  • 16h às 16h50min – Entrevista com o presidente da CNEN, Paulo Roberto Pertusi.

  • 17h às 18h50min – Palestra: Projetos estruturantes do setor nuclear.
                                      Dr. Francisco Rondinelli Junior e Dr. Orlando João Agostinho Gonçalves Filho (Diretoria de Pesquisa e Desenvolvimento CNEN)

 Você já ouviu falar em Reator Multipropósito? Em fusão termonuclear? E em deposição definitiva de rejeitos radioativos? Venha conhecer mais sobre essas atividades, nas quais o Brasil se lança através da Comissão Nacional de Energia Nuclear

 

  • 19h às 19h50min – Palestra: O que é o combustível nuclear e como ele promove progresso e saúde.
                                      Dra. Elita Fontenele Urano de Carvalho  (Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares/ CNEN)

Em suas diversas aplicações, os alvos irradiados de urânio possuem ampla gama de aplicações. Sendo o Brasil parte do seleto grupo de países com jazidas e tecnologia de enriquecimento, possuímos produção do combustível nuclear - em forma de pastilhas e placas - para abastecimento de nossos reatores, sejam de pesquisa, sejam de potência. São inúmeras as possibilidades na Medicina Nuclear, principalmente, mas também em outros segmentos, além da pesquisa básica e aplicada.

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página