Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Gestão de emergências de origem nuclear ou radiológica é tema de treinamento no IRD
Início do conteúdo da página

Gestão de emergências de origem nuclear ou radiológica é tema de treinamento no IRD

  • Publicado: Segunda, 09 de Setembro de 2019, 13h50
  • Última atualização em Quarta, 11 de Setembro de 2019, 12h02

O IRD sedia, de 26 de agosto a 13 de setembro, a edição 2019 da Escola de Gestão de Emergências Nucleares e Radiológicas para a América Latina, patrocinada pela Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), reunindo 36 integrantes de 16 países. O objetivo é fortalecer a capacidade de preparação e resposta a emergências nucleares ou radiológicas, disseminando as melhores práticas.

Em uma emergência é fundamental que se tenha respostas precisas, rápidas e capazes de minimizar consequências para o público e para o meio ambiente. A metodologia de trabalho envolve sessões técnicas, discussões, apresentações, exercícios práticos e simulações envolvendo os mais variados aspectos relacionados à gestão de uma emergência.


A Escola reúne participantes de 16 países, no Rio de Janeiro

Os integrantes têm a oportunidade de visitar laboratórios de fontes de radiação industriais do IRD; a Escola de Instrução Especializada do Exército e a Divisão de Defesa Química, Biológica, Radiológica e Nuclear; a Central Nuclear Almirante Álvaro Alberto e o Hospital Naval Marcílio Dias. Entre as atividades práticas, uso de equipamentos de proteção individual, detectores de radiação, técnicas de monitoração, entre muitas outras.

Élder Magalhães e Raul dos Santos, da Divisão de Atendimento a Emergências Radiológicas e Nucleares do IRD foram instrutores. Na parte de resposta médica, o médico Nelson Valverde, especialista no tratamento a radioacidentados, que trabalhou  no acidente radiológico com o césio-137, em Goiânia, em 1987, foi um dos instrutores. Ele destacou a importância da resposta integrada, planejada e sistêmica. Para Raul dos Santos, trata-se de uma oportunidade única, que permite refletir sobre as lições aprendidas e trazer as melhores práticas aprendidas durante o treinamento,  fortalecendo a capacidade dos países.

As aulas são ministradas por especialistas convidados pela AIEA e os participantes conhecem normativas e documentos do organismo internacional relacionados ao tema, publicações disponíveis e materiais de capacitação. Em 2015, o IRD sediou a primeira Escola de Emergências para a América Latina. O treinamento, que já permitiu capacitar mais de 400 especialistas em oito países durante 12 edições, é organizado pelo Incident and Emergency Center (IEC) da AIEA.

 

Texto: Lilian Bueno -  Foto interna: Heloisa Barra/ Ascom IRD
Foto capa: (1) Lilian Bueno; (2) Heloisa Barra; (3) Luiz Tadeu Duarte/ IRD

registrado em:
Fim do conteúdo da página