Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Evento promove discussão sobre desafios da proteção radiológica no país
Início do conteúdo da página

Evento promove discussão sobre desafios da proteção radiológica no país

  • Publicado: Quinta, 18 de Abril de 2019, 11h14
  • Última atualização em Segunda, 22 de Abril de 2019, 10h01


Evento teve apoio da SBPR e da FRALC, e reuniu 150 participantes

O Dia da Proteção Radiológica reuniu, em 15 de abril, no Instituto de Radioproteção e Dosimetria, Rio de Janeiro, 150 profissionais, pesquisadores, supervisores de proteção radiológica, operadores, responsáveis por fontes e usuários, autoridades reguladoras, docentes e alunos de pós-graduação, para discutir os principais problemas, demandas e desafios da proteção radiológica no Brasil.

Conferencistas CNEN, Ibama, Eletronuclear, Abendi, Ipen, IEN, IRD, entre outras instituições, apresentaram temas de proteção radiológica nas áreas médica, ambiental, ciclo do combustível, indústria convencional e emergência, durante cinco mesas-redondas. O evento contou com o apoio da Sociedade Brasileira de Proteção Radiológica (SBPR) e da Federação de Radioproteção da América Latina e Caribe (FRALC).


Da esquerda para a direita, a pesquisadora Simone Renha, organizadora; Marcos Amaral, da SBPR; Prinzio, do IRD; Alaor Sarmet, do CBR

A abertura foi feita pelo diretor do IRD, Renato Di Prinzio, que enfatizou a ampliação do uso da tecnologia nuclear em áreas como saúde, indústria, meio ambiente, dentre outras. Participaram ainda dessa mesa de abertura o diretor da Sociedade Brasileira de Proteção Radiológica, Marcos Amaral; o presidente do Colégio Brasileiro de Radiologia, Alair Sarmet; a coordenadora do evento e pesquisadora do instituto Simone Renha, que destacou ser a data dedicada à proteção radiológica em toda a América Latina e Caribe.

O dia 15 de abril foi escolhido por ter sido o dia em que Dan J. Beninson ganhou o prêmio Sievert, a maior distinção na área. Sonia Fernandez Moreno, oficial de Planejamento e Avaliação da Agência Brasileira de Contabilidade e Controle de Material Nuclear (ABACC), fez uma apresentação sobre o legado de Beninson, que teve contribuições substanciais ao sistema de proteção radiológica tal como o conhecemos.

Dirigentes e membros de importantes associações internacionais com alcance e ações institucionais voltadas à proteção radiológica enviaram por vídeo mensagens de estímulo que destacaram a importância da data. Foram eles Bernard Le Guen, Diretor executivo da Associação Internacional de Proteção Radiológica (IRPA); María Del Rosario Pérez, coordenadora técnica da Organização Mundial de Saúde no âmbito da iniciativa global em segurança radiológica na área médica; o diretor da Organização Panamericana de Saúde, Pablo Jimenez; Abél Gonzalez, expert da Agência Internacional de Energia Atômica e membro do Comitê Científico das Nações Unidas sobre os Efeitos da Radiação (Unscear); Madan Rehani, presidente da Organização Internacional de Física Médica (IOMP).

A data marca a entrega do prêmio Sievert, em 1996, a Dan J Beninson, que pregava a importância do trabalho conjunto, da cooperação em prol da proteção radiológica em benefício do público, profissionais ocupacionalmente expostos e meio ambiente.

A primeira mesa redonda apresentou os desafios na área médica no século XXI, em apresentação de Carlos Eduardo de Almeida Veloso, pesquisador da Uerj e ex-diretor do IRD. Na segunda mesa-redonda, as palestras foram relacionadas às novas perspectivas para execução da radiografia industrial de campo; proteção radiológica em instalações mineroindustriais; imagens não médicas obtidas em portais fiscais e segurança de sistemas de barragens de rejeitos. Na terceira mesa, cultura de segurança e otimização de doses, controle de instalações e desafios ligados às atividades no ciclo do combustível.

Nas áreas ambiental e de emergência, os palestrantes demonstraram projetos e atividades em desenvolvimento e abordaram desafios frente ao cenário atual, em que há alta capacitação de profissionais mas limitações quanto à renovação dos profissionais. A capacitação e treinamento foram apontados como fundamentais, além das estratégias para ampliação de pessoal, já que as atividades ampliam e se multiplicam, com forte interface com a sociedade.

Texto: Lilian Bueno - Fotos: Heloisa Barra/ Ascom IRD

registrado em:
Fim do conteúdo da página