Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Alunos do programa de radioproteção e segurança de fontes do IRD têm aula inaugural
Início do conteúdo da página

Alunos do programa de radioproteção e segurança de fontes do IRD têm aula inaugural

  • Publicado: Terça, 03 de Abril de 2018, 16h43
  • Última atualização em Terça, 03 de Abril de 2018, 17h10

Os alunos do Programa de Pós-Graduação Lato Sensu em Proteção Radiológica e Segurança de Fontes Radioativas tiveram aula inaugural no último dia 2 de abril, no campus do IRD, Barra da Tijuca, RJ. Eles participaram de apresentações sobre o funcionamento e a estrutura do curso e sobre o plano de proteção radiológica do instituto. Também assistiram a uma palestra sobre psicologia positiva.

O curso é ministrado em módulos, aberto a participantes de países de língua portuguesa. O título de especialista tem a chancela da Agência Internacional de Energia Atômica, que disponibiliza este mestrado lato sensu em outras quatro regiões do mundo. Desde quando foi criado em 2011, foram titulados 101 especialistas, sendo 92 brasileiros e 9 de outros países (Angola, Moçambique e Peru).


Palestrante apresenta como a psicologia positiva pode auxiliar os estudantes a obter melhor desempenho acadêmico

Na apresentação sobre psicologia positiva, ministrada pela assessora da Divisão de Apoio Logístico do IRD Andréa Perez, com mestrado sobre o tema pela Universidade Federal Fluminense, o assunto foi como a felicidade impacta as organizações e atividades humanas. A ideia foi disseminar informações sobre pesquisas recentes do campo multidisciplinar da psicologia positiva, que mostram que a felicidade eleva performances dos indivíduos e o engajamento. Os alunos puderam ainda ter uma visão geral sobre como a psicologia positiva pode lhes ajudar a obter melhor desempenho acadêmico.

“É preciso valorizar o que temos de melhor e potencializar as qualidades humanas positivas. Até mesmo a ONU já ratificou o quanto é importante elevar o nível de felicidade dos cidadãos e instituiu de forma simbólica o Dia Internacional da Felicidade”, acrescentou Perez. Ela destaca que ser feliz e usar as qualidades humanas são os dois melhores desafios a serem alcançados.

Para demonstrar que o maior sucesso é obtido por indivíduos mais felizes, a palestrante indicou estudos da Universidade de Harvard e apontou outros estudos científicos aplicados ao meio acadêmico e empresarial. “Elevem sua felicidade e usem suas habilidades e vocês terão melhores resultados”, concluiu.

Reportagem e fotos: Lilian Bueno/ Ascom IRD

Fim do conteúdo da página